quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Mármore, Granito ou Quartzo?

Uma ótima opção para bancadas e piso é as pedras artificiais também conhecidas como quartz stones ou mármore e granitos artificiais.

São produzidas com aproximadamente 90% de matéria orgânica principalmente quartzo e sílica que resulta em um produto de boa qualidade e muita durabilidade. Sua produção é complementada com pigmentos minerais, resinas e aditivos, que garantem a uniformidade de cores e a não proliferação de fungos, mofos e bactérias.

Além de bancadas e pisos, cozinhas, banheiros e churrasqueiras, pode ser também utilizada para paredes, mesas, escritórios, banheiras, área internas e externas e até onde sua imaginação permitir.

Uma das vantagens está na resistência ao calor (sem grandes abusos) mantendo-se sempre em sua condição original. Como o quartzo está entre as quatro pedras mais duras encontradas na natureza essa mistura se torna bem resistente a riscos e a impactos, menos propensa a manchas como as de café, vinho, limão, azeite, maquiagem e outros produtos que normalmente manchariam alguns tipos de mármore e granitos. É bem fácil de limpar por ser uma superfície lisa.

Como o quartzo stone é uma pedra artificial 100% industrializada, não é retirada diretamente da natureza, evitando portanto a degradação ambiental. Além disso sua composição é livre de componentes orgânicos voláteis, ou seja, o produto é inofensivo quando está em contato com gêneros alimentícios.

Outra grande vantagem desse produto é o índice de absorção de água praticamente nulo. Enquanto a Norma ASTM C-615 estabelece que os granitos, para serem utilizados como rochas ornamentais e de revestimento, devem apresentar valor de absorção abaixo de 0,4%, a absorção do quartzo fica em torno de 0,02%. Isso significa que é menos poroso que granitos e mármores que costumam “chupar” alguns produtos principalmente óleos, gorduras e corantes que acabam formando manchas irreversíveis. Por isso é mais recomendável a utilização de quartzo em bancadas de cozinha e churrasqueira para evitar esse problema.

Os cuidados e a manutenção do mármore industrializado também são bem simples: basta utilizar diariamente pano úmido com água e detergentes a base de PH Neutro.

A variedade de cores é ampla dependendo da marca. Pode ser encontrado em cores incomuns para qualquer mármore ou granito, como por exemplo o vermelho, o azul, o amarelo, etc. As cores são bem uniformes, claro, é um produto industrializado. Alguns tipos ainda são triturados com fragmentos de vidros e espelhos, o que proporciona um efeito muito interessante de pontos de brilho como estrelas na pedra.

Infelizmente esse produto ainda não é produzido no Brasil, portanto as marcas encontradas a disposição do mercado são todas importadas, provenientes da Itália, Espanha e da China tais como as marcas Technistone, Silestone, Marmoglass, Nanoglass, etc. Por esse motivo o preço, é claro, torna-se maior que o das pedras naturais encontradas ainda em abundância no nosso país. Em torno de 3 a 4 vezes mais caro. Essa é a grande desvantagem que, na minha opinião, compensa pelos outros benefícios.

Para permitir a melhor comparação, resumimos na planilha abaixo as várias características coletadas de sites na internet. (Clique para ampliar). Atenção para o Limestone que apesar do nome parecido é uma pedra natural.








quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Poço artesiano movido a energia solar

Como parte do esforço do combate à seca no nordeste, o Exercito Brasileiro inaugurou no dia 20/09 ultimo um poço artesiano que funciona com energia solar.

O Comando Militar do Nordeste tem a meta é instalar 200 poços na região nordestina em 5 estados. Esse primeiro está localizado no Sítio Juá, município de São João do Sabugi, no Seridó do Rio Grande do Norte e irá beneficiar 32 famílias de uma comunidade rural.

Essas famílias tinham que buscar água, ainda que de má qualidade, com baldes, nas proximidades de suas casas ou aguardar o abastecimento por carros-pipa.

O poço tem 60 metros de profundidade e uma vazão de 1.000 litros de água por hora.

O sol intenso que castiga e maltrata a região agora vai servir como parceiro, fonte de energia limpa para movimentar a bomba hidráulica que joga a água para uma cisterna com capacidade de armazenar 10.000 litros de água de boa qualidade pertinho de casa.

O custo para instalação desse tipo de tecnologia é 3 vezes menor do que se tivesse que ser ligado a energia elétrica. De acordo com o Secretario do Meio Ambiente Hermeto Palmeira o custo nessa distancia, apenas para puxar a rede elétrica seria em torno de 19 mil reais enquanto que esse poço instalado ficou em torno 7 mil reais.

Prova que a tecnologia e inovação aliada a um pouco de boa vontade pode ser um importante fator econômico e social para o desenvolvimento de uma região tão carente.

Fonte: portal G1 RN


 



2leep.com