quinta-feira, 25 de abril de 2013

Biomimética

A palavra que vem do grego bios (vida) e mimesis (imitação) resume o simples conceito da Biomimética: a nova disciplina que estuda as formas da natureza como inspiração para solucionar os problemas humanos. A inovação inspirada na natureza.

A ideia principal é que a natureza já resolveu vários problemas: animais e plantas são os engenheiros que passam a ser modelo, medida e mentor das inovações. Na prática, a busca do homem pela resolução de algum problema através de soluções já presentes na natureza.

Apesar de parecer simples assim, a aplicação desta inovação é um pouco mais complexa. Fazer as coisas da maneira que a natureza faz pode influenciar diretamente nos hábitos da humanidade: como plantar, produzir materiais, gerar energia e até mesmo conduzir os negócios. Uma verdadeira revolução na interação Homem x Meio ambiente.

De acordo com Janine Benyus, autora do livro Biomimicry: Innovation Inspired by Nature “Essa respeitosa imitação é uma abordagem totalmente nova. Diferentemente da Revolução Industrial, a Revolução Biomimética inaugura uma era cujas bases assentam não naquilo que podemos extrair da natureza, mas no que podemos aprender com ela, tomar emprestado uma idéia para inspirar outras”.

Ao utilizar esta ferramenta a humanidade pode encontrar uma relação harmônica com o meio em que vive e conseqüentemente uma forma de vida mais sustentável.

Na arquitetura, exemplos não faltam de arquitetos como Frank Lloyd Wright, o nosso Niemeyer e Calatrava, que demonstram encontraram sua inspiração na natureza.

O Museu do Amanha - RJ - Calatrava
Metro WTC - NY - Calatrava
  
Hotel Beijing - Calatrava

Casa Cascata - Frank Lloyd Wright

Hotel Beijing


Torre de Agustin Otegui

Centro de Convenções - Taichung

Museu de Arte - Milwalkee - Calatrava

Museu Arte de Niteroi - RJ - Niemeyer

Ponte da Paz - Canadá


segunda-feira, 1 de abril de 2013

Guia CBIC de Boas Práticas na Construção



A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) lançou o Guia CBIC de Boas Práticas em Sustentabilidade na Indústria da Construção que vale a pena conferir.

Resultado de uma pesquisa realizada pela Fundação Dom Cabral, a publicação reúne 29 experiências bem-sucedidas nas áreas de gestão empresarial, relacionamento com stakeholders, melhorias no processo construtivo, saúde e segurança do trabalhador, mão de obra na construção e desenvolvimento imobiliário urbano.

O material muito bem elaborado traz soluções práticas que podem muito bem ser aplicadas também no campo da construção pública apesar do enfoque realmente empresarial. Na seção que trata das melhorias no processo construtivo chamaram a minha atenção projetos que desenvolvem alguns itens dos quais temos constantemente falado aqui. Itens que muitas vezes podem parecer que não tem nada a ver com sustentabilidade mas que os resultados comprovam o contrário, tais como, entre outras:

1. a contratação de mão de obra feminina indicando que “a inclusão das mulheres em sua força de trabalho se mostrou uma ação acertada e extremamente favorável para os negócios”;

2. a inclusão social de detentos e egressos do sistema prisional como uma alternativa viável para suprir o déficit de mão de obra da construção, qualificando essas pessoas para o mercado de trabalho;

3. a valorização das condições de trabalho dentro do canteiro: segurança, saúde, ergonomia, etc;

4. a gestão de resíduos no canteiro;

5. a capacitação e formação de mão de obra regional, para utilização de mão de obra ociosa das populações de comunidades vizinhas.

O guia estará disponibilizado para download gratuito no site da CBIC
2leep.com