quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Morar embaixo do viaduto

Vemos sempre notícias de pessoas que se instalam no vão livre embaixo dos viadutos e até invasões de comunidades inteiras.

Isso acarreta muitos problemas desde os perigos de incêndio e explosão devido a vazamento de gás de cozinha e danos à própria estrutura do elevado, além do que, vendo pelo lado estético, enfeia muito a cidade e promove a criminalidade.

Um professor de urbanismo me disse uma vez que a melhor solução para evitar invasões e conter a criminalidade em espaços públicos é justamente ocupa-los com atividades que promovam a aglomeração de pessoas como comércio, áreas de alimentação, lazer e culturais. Esse tem sido o principio das novas construções e reformas em Paris.

A Prefeitura de Belo Horizonte percebeu isso e promoveu um concurso para Requalificação Urbana de Baixios de Viadutos. Pelo edital do concurso, as áreas poderiam abrigar locais destinados à prática de atividades esportivas, culturais e de lazer com o objetivo de encontrar idéias para ocupação dessas áreas e evitar invasões ou o mau uso.

Os viadutos que receberão intervenções são quatro: o Pedro Aguinaldo Fulgêncio, no Eixo da Av. Francisco Sales; o Elevado Castelo Branco; o Viaduto Cinquenta e Dois da Av. Silva Lobo sob Av. Amazonas; e o Viaduto Engenheiro Andrade Pinto.

O resultado divulgado na última sexta-feira dia 31/01 foi muito interessante e positivo.

A proposta do arquiteto Cássio Orlandi Sauer foi vencedora para o viaduto Pedro Aguinaldo Fulgêncio que prevê estacionamentos e relocação do depósito da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) para debaixo de uma das rampas.

Para o elevado Castelo Branco, a proposta vencedora do Arquiteto Vinícius Capella Gomes que ganhou Menção Honrosa cria albergues para a população carente por meio de containers.

No Viaduto Cinquenta e Dois, o arquiteto Vinícius Capella Gomes também faturou o premio criando equipamentos de esportes radicais, áreas de lazer e atividades comerciais.

Para o viaduto Engenheiro Andrade Pinto o trabalho de Natalia Loureiro Parahyba prevê a construção de um café, atelier, salas multiusos, espaço destinado à exposição e convivência com equipamentos de ginástica e uso infantil..

Vale a pena conferir neste link as quatro propostas. Boas idéias devem inspirar outras.










Um comentário:

  1. Ideia muito boa! Se for implantada e virar moda vai ser interessante!

    ResponderExcluir

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com