quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Fachadas Ventiladas

Imagem: Revista Techne

Ainda pouco utilizado no Brasil, a fachada ventilada tem sua eficiência comprovada há mais de 30 anos nos países do hemisfério Norte.

Por aqui o interesse por essa solução vem crescendo não só pelo efeito estético como também pelo desempenho térmico prometidos. Em tempos de exigência de menor consumo energético, o sistema pode contribuir para reduzir as cargas de condicionamento artificial de ar. Pode também preservar a estrutura e prolongar a vida útil da edificação porque funciona como uma capa protetora.

A Fachada Ventilada pode ser definida como um sistema de proteção e revestimento exterior de edifícios, caracterizado pelo afastamento entre a parede do edifício e o revestimento, criando, assim, uma câmara de ar em movimento. Essa camada de ar permite a ventilação natural e contínua da parede do edifício, através do efeito chaminé (o ar entra frio pela parte inferior e sai quente pela parte superior).

Com o “arejamento” da parede, evita-se a ocorrência de umidades e condensações características das fachadas tradicionais e, consequentemente, atinge um maior conforto térmico.

Outra vantagem é a montagem fácil e a possibilidade de colocação de instalações elétricas e sanitárias no espaço criado entre a parede e o revestimento.

A estrutura de fixação onde são aplicadas as placas de revestimento pode ser de metal ou de madeira e tem como função dar estabilidade ao sistema; é através desta estrutura que se consegue o afastamento necessário para criar a câmara-de-ar.

Esse sistema, a princípio pode ser utilizado em qualquer tipo de edifício (comercial, residencial, industrial ou esportivo), quer se trate de uma construção nova ou de um trabalho de recuperação.

As placas que compõem o material de revestimento podem ser cimentícias, de alumínio, de vidro ou de cerâmica. No Brasil o mais utilizado é o de alumínio tricamada tipo Alucobond.

Uma opção de placas de porcelanato de cerâmica foi lançada recentemente na última Expo Revestir 2011 pela Eliane – o Sistema Laminum. Entre os requisitos divulgados a alta durabilidade e inalterabilidade das características físicas e estéticas. O sistema Eliane é composto por uma subestrutura auxiliar em alumínio com afastamento de 12 cm. Além da beleza, a praticidade da pouca espessura (3,5 mm) e a resistência dos porcelanatos com a redução das juntas.

Confira os detalhes no site da Eliane.

Fonte: Revista Techne

O sistema cria um espaço entre a parede e o revestimento que funciona como uma camada de ar.
Esquema do comportamento da fachada ventilada
Hospital Israelita Albert Einstein (SP)  a fachada ventilada associada à pele de vidro - Projeto Levisky Arquitetos
Laminum da Eliane

Um comentário:

  1. Excellent willing analytical eyesight to get details and may anticipate difficulties before they will
    take place.

    Visit my web blog 網路行銷

    ResponderExcluir

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com