quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Molduras e Rodapés

Casa em Curitiba com elementos decorativos de EPS na fachada. Fonte site Decorpol
O acabamento é sem dúvida a parte mais delicada na finalização de um projeto. É nessa etapa que molduras e rodapés são aplicados.

Antigamente o material mais utilizado para esse tipo de acabamento era a madeira. Com o passar do tempo e a escassez, ela foi sendo substituída por outros materiais. Além do mármore, cerâmica ou porcelanato , atualmente, molduras e rodapés podem ser feitas de MDF (cru, pintado ou revestido), PVC (geralmente embutindo fiação), EPS (poliestireno expandido) e até de gesso e cimento. Cada uma delas possui uma característica própria e devem ser usadas em distintas ocasiões.

As molduras e rodapés em EPS possuem algumas vantagens em relação às outras: ela é de fácil e rápida aplicação, não faz sujeira e, além disso, é muito leve. A utilização do formiato de metila (Ecomate®) como agente de expansão no processo de obtenção da espuma de poliuretano resulta num produto de fácil manuseio e ecologicamente correto por ser isento de emissões de VOC (Compostos Orgânicos Voláteis). O Ecomate® é ecologicamente aceito no mundo inteiro, resolvendo definitivamente a questão do CFC, gás utilizado anteriormente que deteriorava a camada de ozônio. É um material biodegradável, não corrosivo, eficiente termicamente além de ser reciclado feito de sobras de plásticos, como isopor e carcaças de computador e resistente a cupins e à umidade.

Para aplicação em fachadas e exteriores, deve ser utilizado o tipo constituído por uma moldura de isopor revestida por uma fina e forte camada de cimento. Este material é mais pesado que os outros. No entanto, é muito mais leve do que as molduras de cimento maciço, instaladas para a decoração de fachadas. Assim sendo, o processo de instalação é mais rápido e a mão-de-obra pode ser reduzida, uma vez que não se precisa de tantas pessoas para erguer a moldura.

A Decorpol, empresa de Curitiba – PR produz esse material com alta qualidade e disponibiliza linhas diferentes para interiores e exteriores:

1. Moldura em EPS para fachadas completa, com argamassa extrusada, tela estrutural, corte por pantógrafo computadorizado e topos destopados. Por serem extrusadas, as linhas e vincos de nossas molduras garantem melhor alinhamento e acabamento.

2. Moldura em EPS para fachada somente no EPS cru, sem tela estrutural ou argamassa. Isto garante um melhor custo x benefício para construtoras que necessitam aplicar grandes quantidades de molduras em suas obras.

3. Moldura em EPS para fachada: EPS + Tela estrutural. Por ser sem a argamassa extruzada, permite um melhor custo pelo benefício da aplicação de acabamentos projetados ou ainda do tipo grafiato diretamente sobre a moldura, sem a necessidade da argamassa, aconselhável para acabamentos lisos.

4. Molduras em poliuretano para interiores e fachadas. Por ser em poliuretano, permite acabamento perfeito em interiores e podem ser aplicadas em fachadas.

Os custos das placas de 2m de comprimento estão em torno de R$8,00 (preço do site do fabricante) que compensam em função da facilidade de aplicação e rapidez. Veja algumas fotos e exemplos de utilização das molduras e rodapés de poliuretano.

Grande Hall - Casa Cor RJ - Projeto Arq. Caco Borges
Banheiro e Closet Infantil - Casa Cor RJ - Projeto Arq. Flavio Hermolin

Rodapés de EPS
Fonte: Decorpol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com