quinta-feira, 15 de março de 2012

Brasília, patrimônio ameaçado

Ja falamos aqui a respeito da missão da Unesco que viria a Brasilia para avaliar a situação da cidade frente ao tombamento como patrimônio histórico.

Nos últimos anos, líderes comunitários e associações de defesa do tombamento enviaram dossiês e denúncias à entidade e essa documentação serviu como embasamento para a visita à capital. Por conta disso, os consultores da Unesco decidiram valorizar o papel da sociedade na proteção do patrimônio e participaram de uma reunião para escutar as reclamações e dúvidas da comunidade.

A função do tombamento da cidade não é atrapalhar o progresso. É preservar a cultura do povo. A cidade pode continuar progredindo e crescendo com respeito ao patrimônio nacional, às memórias do povo brasileiro. Pode ser que o modelo de cidade tal como foi pensado tenha alguns problemas na prática. Para isso basta um planejamento sustentável que permita a evolução deste modelo de maneira a adequa-lo a atender as novas necessidades e anseios da população. Mas, anseios da população não é sinônimo de especulação imobiliária, ou seja, alguns poucos querendo lucrar com a explosão demográfica da cidade.

O vídeo abaixo foi apresentado esta semana na reunião aos consultores e explica bem a problemática de como Brasília tem caminhado em direção ao desrespeito ao planejamento e às exigências feitas pela UNESCO.


Para complementar gostaria de colocar aqui o link do blog do Helio Doyle (clique aqui) que fez um comentário perfeito a respeito desse assunto onde ele conclui que "o tombamento do plano piloto tem inimigos nos tres poderes e no poder principal: o econômico."

2 comentários:

  1. O importante seria realizar alterações na área de transporte e principalmente na destinação de algumas áreas para que contemple todas destinações existentes mantendo o gabarito e mais ou menos a distribuição da população conforme o projeto inicial.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ione!! Este vídeo do Cris ficou um show não foi? Uma pena que eu não esteja conseguindo tempo para participar das reuniões... porque se a gente deixar para os arquitetos da nova geração estamos fritos... você viu a laje que fizeram acabando com o pé direito duplo do atelier da UnB??? E ainda por cima os estudantes colocaram uma faixa de agradecimento pelas "joias lapidadas em nosso seio arquitetural"kkkk. Pára tudo!!!

    ResponderExcluir

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com