terça-feira, 6 de março de 2012

Novos Arranha-céus

A Revista de arquitetura e design eVolo focada em avanços tecnológicos, sustentabilidade e design inovadores para o século 21 promove anualmente, desde 2006, o concurso “Skyscraper Competition”que tem como objetivo coletar propostas que redefinam o conceito do arranha-ceu através do uso de novas tecnologias, materiais, programas, estética, organização espacial juntamente com estudos sobre a globalização, flexibilidade, adaptação e inovação digital.

"O concurso também representa uma investigação sobre espaços públicos e privados e o papel do individual e do coletivo na criação da comunidade vertical dinâmica e adaptável. O concurso buscou descobrir jovens talentos cujas ideias mudarão o modo com que entendemos arquitetura e a sua relação com o meio ambiente natural e construído", diz a organização.

Os 3 primeiros vencedores de 2012 foram arquitetos chineses com propostas que surpreendem. A imaginação humana realmente não tem limites. Veja os projetos dos vencedores e diga o que voce acha.
Clique no link para ver a reportagem completa na revista.

O 1º Himalaya Water Tower - Zhi Zheng, Hongchuan Zhao e Dongbai Song (China)


A proposta dos arquitetos é composta por torres que seriam construídas no Himalaia, com o objetivo de armazenar a água que derrete das geleiras das montanhas e que compreende grande parte da água potável existente no mundo. A parte inferior da torre seria constituída por hastes, como de uma árvore, responsáveis pela coleta e transporte da água para a parte superior.

Na parte mais alta, cilindros de aço purificariam e congelariam a água coletada, para uso quando fosse necessário. O projeto também é composto por um sistema mecânico para auxiliar no congelamento da água em caso de falta de boas condições climáticas para a atividade. Na base da torre, há um sistema de controle e de transporte da água da torre.

O 2º Mountain Band-Aid - Yiting Shen, Nanjue Wang, Ji Xia e Zihan Wang (China)



O projeto prevê a utilização do edifício como um instrumento auxiliar para o restauro de montanhas do país danificadas seriamente pela atividade de mineração. O objetivo é trazer de volta as pessoas que foram retiradas da região pelo mesmo motivo. O projeto prevê a construção em "duas camadas": a primeira é praticamente uma estrutura que cobre a montanha. Atrás dela, ficam todas as casas e espaços de convivência.

A ideia é que a área interna siga a mesma configuração das vilas onde os habitantes moravam, mas que não haja degradação da montanha, como ocorria antes. O edifício deverá, ainda, auxiliar no processo de restauro da vegetação montanhosa, através do reúso de água da chuva para a irrigação do solo da montanha.

O 3º Vertical Landfill - Lin Yu-Ta (Taiwan)


A ideia do projeto é criar, em diferentes cidades do mundo, uma torre que funcione como um aterro de lixo e que conte com sistemas para a reciclagem desse material. Um aterro sanitário vertical.

O objetivo desse projeto é que o lixo seja utilizado para a geração de energia. Como ficaria localizada no centro das cidades, a transmissão de energia para os usuários seria mais rápida. A torre em si seria construída como uma grande estrutura cilíndrica de concreto.

Fonte: eVolo, Piniweb

Um comentário:

  1. Oi Ione, tudo bom? Fiz um post que vc vai gostar, olhe la no blog: http://cosmopolita-arq.blogspot.com/2012/03/grafite-verde.html

    Beijão, Pri

    ResponderExcluir

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com