quarta-feira, 6 de abril de 2011

Coberturas Verdes

Parece uma coisa muito distante pra você?
Muitas vezes as pessoas tem uma certa prevenção ou preconceito contra telhados verdes. Se a cidade tem um índice pluviométrico que garante uma irrigação desse telhado durante todo o ano, a idéia parece mais aceitável. Mas aqui em Brasília ouço muito frequentemente o argumento de que temos um clima seco, sem chuvas durante uma boa parte do ano, praticamente 5 ou 6 meses e a manutenção se tornaria difícil enquanto que os cuidados teriam que se intensificar.
A arquitetura tanto do espaço público aberto quanto do edifício fechado deve levar sempre em conta o local avaliando as suas condições climáticas específicas. Um lugar é sempre diferente do outro pela paisagem e pelo clima. É importante que a arquitetura não crie conflitos com as características de determinada região. Ao mesmo tempo, através da arquitetura podemos modificar o microclima de uma determinada área.
Impermeabilização em várias camadas

Isso porque uma mesma região pode possuir características climáticas diferentes em função da cobertura vegetal, do relevo, das superfícies de água e de vários outros elementos da paisagem. Propiciando maiores áreas verdes, melhoramos a qualidade do ar urbano retendo a umidade por mais tempo, o que é de extrema importância nesse nosso clima seco.
É inegável a capacidade do telhado verde na proteção das coberturas contra o calor, melhorando o conforto térmico interno. Quando a água da chuva fica por mais tempo retida, diminui o calor, gera economia de energia com climatização além de que, psicologicamente, gera uma grande satisfação no ser humano usuário. Além disso a presença do verde e do colorido propicia o incremento da biodiversidade com a presença de pássaros na área urbana.
Jardim alternando áreas de brita e pequenas touceiras.Pode-se usar desníveis para setorização
Não é tão difícil assim como parece executar uma cobertura verde. É obvio que demanda de um bom cuidado com a impermeabilização da laje, mas hoje já existem sistemas prontos que facilitam tudo, inclusive no Brasil. Em áreas como nosso cerrado onde a incidência de chuva é menor, pode-se utilizar mais áreas cobertas com brita fina sobre a terra vegetal, formando pequenos jardins, mais fáceis de cuidar e manter.
Um paisagismo valoriza a cobertura vista de outros prédios

3 comentários:

  1. Oi Ione, adorei o post!!! Que sonho seria vermos Brasília, às vezes tão árida, com várias coberturas verdes para alegrar a paisagem...
    Grande beijo!!!!

    ResponderExcluir
  2. Claro Carla, não só em Brasília. Pensa se em cima de cada prédio de uma grande cidade como São Paulo ou Rio de Janeiro, onde não houvesse heliponto, pudessemos ter áreas verdes de descanso para os escritórios, áreas de sol para edifícios residenciais e áreas de recreio para as crianças.

    ResponderExcluir
  3. OI Ione, meu nome é Andressa tenho 15 anos,estou fazendo o curso técnico em edificações,estou cursando o 1° ano do curso (tenho mais 3 anos pela frente pois é integrado)Adorei o post, mais oque eu estou precisando mesmo é fazer uma maquete das camadas da cobertura verde para a "Feiratec" e não tenho idéia de como posso começar e que materiais ficariam legais para representar essas camadas ... (:
    obrigada desde já se puder ajudar,beijos fica com Deus!

    ResponderExcluir

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com