segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Piso de Cortiça é sustentável?


Na tendência atual de substituir gradativamente os materiais da construção civil por opções mais sustentáveis, tem surgido a cada dia uma gama variada de opções. Uma dessas opções é o piso de cortiça.

Dias atrás estava conversando com um biólogo a respeito da sustentabilidade deste material considerando se há quantidade de árvores produtoras de cortiça para garantir e sustentar o consumo de pisos, sem danificar o meio ambiente e o solo. Como ele diz, as pessoas tem a tendência de achar que tudo que dá em árvore é sustentável mas uma hora vai chegar o fim.

A cortiça é a casca do sobreiro, Quercus suber, árvore que cresce principalmente na região do Mediterrâneo. Muita gente pensa que a extração da cortiça se dá pela derrubada de árvores, quando na verdade o processo de produção vem da extração cíclica da casca dos sobreiros e a casca pode se regenerar após cada extração sem nunca danificar ou maltratar a árvore. De acordo com a produtora em Portugal é um meio verdadeiramente renovável.


Cada sobreiro deve atingir os 20 a 25 anos antes de poder fornecer o seu primeiro descortiçamento. A extração é feita em 2/3 da árvore e cada tronco tem que atingir um perímetro de cerca de 70 cm quando medido a 1,5 metro do chão. Após a desbóia (retirada da primeira casca) a extração se faz uma vez a cada nove anos, até que o sobreiro atinja cerca de 150 anos. Depois disso a árvore é substituída por uma muito mais nova. Um sobreiro pode ser descortiçado com segurança até 20 vezes durante o seu ciclo de vida, o que torna a cortiça num recurso natural verdadeiramente inesgotável.

Aqui no Brasil já temos empresas comercializando o produto com uma grande variedade de padrões, excelente para uso residencial e comercial, muito bom para salas de aula de educação infantil e academias. Entre as características do piso de cortiça destaca-se a leveza, a elasticidade (ela volta à sua forma original após ser comprimida), a resistência, a impermeabilidade,o isolamento térmico e acústico, a resistência ao fogo além de ser ainda hipoalergênica.

Uma árvore normal produz várias centenas de quilos de cortiça em cada descortiçamento e irá viver por muitas gerações. A casca é extraída em pranchas da árvore por especialistas altamente qualificados que utilizam machados especiais. É um método manual tradicional que tem várias centenas de anos. Atualmente essa mão de obra tem se tornado muito cara e por isso as vinícolas tem procurado substituir as rolhas por materiais sintéticos a base de borracha, mais baratos.
As florestas de sobreiros abrangem cerca de 2,5 milhões de hectares em toda a região mediterrânica e a maioria em sete países: Portugal, Argélia, Espanha, Marrocos, França, Itália e Tunísia.

Portugal, que produz mais de 50% da cortiça mundial, tem tido um cuidado especial na proteção deste valioso recurso. As primeiras leis portuguesas de proteção dos sobreiros datam do século ΧΙV. No início do século XX, tornou-se ilegal cortar os sobreiros, exceto no caso do desbastamento essencial ou da remoção de árvores velhas sem produção de cortiça.

Além disso, tem se empenhado em campanhas publicitárias defendendo o uso da rolha de cortiça nas garrafas de vinho como uma alternativa sustentável à similar sintética – de plástico ou de alumínio. Por isso são efetuadas novas plantações de sobreiros todos os anos para assegurar que o nível de produção de cortiça se mantenha. Os sobreiros não podem ser abatidos ou removidos sem a autorização do governo, que raramente a concede.

Leia mais a respeito em Wicanders

 


5 comentários:

  1. Ione,olá!
    super informativo teu post...sempre que passo por aqui aprendo algo novo!
    Bjos.
    Sílvia

    ResponderExcluir
  2. Muito interessate seu artigo, só há um problema. Tenho procurado pisos de cortiça para comprar, mas não encontro. Pode dar alguma dica de lojas ou fábricas que vendam o material?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os famosos pisos canadenses eco-ambientais e sustentáveis TORLYS, de couro e de cortiça acabaram de chegar ao Brasil, representados pela empresa Pisos Inteligentes Ltda. Veja mais informações no site da empresa http://www.pisosinteligentes.com/

      Excluir
    2. O piso de cortiça parece ser bastante interessante do ponto de vista ecológico. Infelizmente a cortiça é produzida em Portugal, beneficiada no Canadá e então importada para o Brasil, o que torna o material para nós não muito amigável ao meu ambiente. Esse piso será usado no Brasil por questões estéticas e pela suas características físicas. O preço do metro quadrado instalado é de 375 reais. É um valor bem alto se comparado ao piso estruturado de madeira, por exemplo.

      Excluir
  3. Oi Ione!
    Muito interessante!!!
    Já estou te seguindo...
    Beijos!

    "Construindo Minha Casa Clean"

    ResponderExcluir

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com