terça-feira, 16 de agosto de 2011

Soluções simples podem reduzir consumo de energia

A eficiência energética e o consumo de energia de um edifício devem ser pensados desde o inicio da fase de projeto com a tomada de decisão de alguns itens primordiais para alcançarmos bons resultados.

Um bom exemplo está na reforma do edifício Paulo de Tarso de Montenegro (antigo Plavinil-Elclor), situado nas imediações da avenida Paulista, em São Paulo. O edifício foi projetado em 1961 pelo escritório Rino Levi Arquitetos Associados e abriga atualmente a sede do instituto de pesquisas Ibope.

A construção foi objeto do Concurso Otec de Eficiência Energética para Edifícios Existentes - Edição Ibope 2010 e poderá ter seu consumo de energia elétrica reduzido em 59% se forem implantadas as medidas previstas pelo projeto vencedor, desenvolvido por Iraci Miranda Pereira e outros.

As intervenções abrangem soluções simples e de funcionamento integrado como a substituição dos vidros atuais por versões de melhor desempenho e colocação de brises discretos de material reflexivo associados a prateleiras de luz instaladas acima das janelas.

Também está prevista a inclinação do forro dos pavimentos a fim de favorecer a reflexão nos pontos mais profundos dos ambientes.

O novo sistema integra luz natural e artificial com controle automatizado e sensores que acendem as lâmpadas somente quando a iluminação natural for inferior a 500 lux.

Outra medida importante foi a substituição dos antigos aparelhos de ar condicionado de janela. Na impossibilidade de implantar um sistema central, optou-se por splits de tecnologia avançada que combinam eficiência superior e consumo 40% menor.

Veja a reportagem na Arcoweb


Brises e bandejas de luz: melhor aproveitamento da luz natural
sem incidencia solar direta - Fonte: Arcoweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com