quarta-feira, 4 de maio de 2011

Museu do Amanha - RJ

Publicado na revista ProjetoDesign, o Museu do Amanhã foi concebido por Santiago Calatrava para ser implantado sobre o píer Mauá, como um dos itens do programa Porto Maravilha de revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro.

O grande mestre Calatrava não pode ser questionado. Particularmente, ele é um dos meus maiores ídolos. As suas estruturas sempre nos impactam pela beleza das formas orgânicas e pela ousadia dos grandes vãos. Esse projeto não foge a regra, tem uma belíssima estrutura. Mas, como carioca acostumada àqueles prédios antigos do porto ainda não tenho certeza do sentimento que me proporciona essa estrutura ali no píer Mauá. O que vocês acham? Será que a nostalgia arraigada nas linhas dos prédios antigos como o palacete de D.João VI e dos velhos edifícios da corte me impedem de avaliar a vanguarda anunciada por esse projeto?

“Um museu destinado às ciências que, em vez de se limitar aos vestígios do passado ou às evidências do presente, propõe por meio do percurso de visitação uma aventura rumo ao desconhecido. Nesse formato que se diferencia dos tradicionais museus de história natural ou tecnologia, o visitante vai se deparar com um leque de escolhas e possibilidades atuais que farão da imaginação de cada um a plataforma para explorar um caminho em direção ao futuro a partir de ideias e emoções.”

A construção do museu teve início em dezembro passado e a inauguração está prevista para o segundo semestre de 2012, com custo estimado em 130 milhões de reais

A proposta observa as condições de preservação do meio ambiente prevendo inclusive a adoção de recursos sustentáveis, como a utilização da água da baía da Guanabara para resfriamento da temperatura no interior do prédio e a instalação de estruturas móveis na fachada que, além de atuarem como brises, servirão de base a placas fotovoltaicas que possibilitarão a captação de energia solar.

Um espelho d’água ao redor do volume também usará a água do mar filtrada com as funções de mimetizar a edificação na paisagem da baía, criar um microclima mais fresco e agradável em seu entorno e mostrar aos visitantes o funcionamento de um sistema de filtragem.
Fonte: Revista ProjetoDesign

Um comentário:

  1. Sou apaixonada pelo Calatrava!!! Para ele podemos dar um desconto, tenho certeza que a tendência da obra vai ser mais de contribuir com o visual da área e com o incentivo às práticas sustentáveis do que impactar de forma negativa. Adorei saber que teremos uma obra dele no Rio!!! E não esqueça de participar do sorteio pois vc tem direito a dois números por ter meu blog no seu menu lateral! Grande beijo!!!
    www.arquitrecos.com

    ResponderExcluir

Adoraria saber sua opinião a respeito.
Seu comentário será muito apreciado.

2leep.com